Prefeita de Amajari, diz que vai ampliar salas em unidade de saúde

A nova prefeita do Amajari, Vera Lúcia Cardoso (PSC), disse em entrevista à Rede Amazônica em Roraima nesta segunda-feira (16) que dará continuidade a reforma do Centro de Saúde Jair da Silva Mota. Há pouco mais de um ano, servidores reclamaram da falta de banheiros no local.

O município de Amajari está localizado ao Norte de Roraima e segundo o IBGE, tem uma população estimada em 11.285 habitantes.

Vera Lúcia Cardoso foi eleita com 1.711 votos, o que corresponde a 45,15% dos votos válidos.

Saúde
"O hospital está sendo reformado com mais banheiros e também estamos ampliando a sala de emergência e raio-x", disse. Ela informou também que a administração da unidade saúde deve continuar compartilhada com o governo do estado.

"O governo já entrou com a parceria por meio de aparelhos. O município realmente não tem como sobreviver sozinho principalmente na questão da saúde, vamos precisar sempre das parcerias", declarou.

Contas
Assim como outros prefeitos eleitos no interior de Roraima, Vera Lúcia disse que também não realizou a transição com o antigo gestor e recebeu prefeitura com as contas zeradas.

"Devido isso eu tive que fazer um relatório de cada secretária para que a gente possa realmente seguir com os trabalhos dentro do nosso município", explicou.

Turismo
Durante a entrevista, a prefeita comentou sobre o potencial turístico da Serra do Tepequém e revelou que o município não arrecada tão bem com o setor, mas que vai buscar alternativas para fortalecer a atividade turística.

"Foi reafirmado um compromisso com o governo essa questão do turismo. Vou procurar outras parcerias", salientou.

Ela disse também que na cidade não existe secretaria de turismo, mas uma fundação que deve ser reativada para dar continuidade ao serviço.

Falta de água
Questionada sobre os problemas de abastecimento de água na Vila do Paiva, a prefeita informou que na última sexta-feira (13) esteve em uma reunião com a governadora Suely Campos (PP) e o presidente da Companhia de Águas e Esgotos de Roraima (Caer), Danque Esbel para resolver a situação.

Segundo ela, o presidente esclareceu que a companhia deve enviar ao município um suporte maior para atender a demanda da vila.

Vera informou ainda que entrou em contato om a Fundação Nacional de Saúde (Funasa)  para resolver o problema de esgotamento da cidade. "Temos um planejamento e até o final do ano estaremos resolvendo essa situação", garantiu.

Energia elétrica
Quanto à falta de energia no município, a prefeita disse ter procurado a direção da Eletrobras Distribuição Roraima e marcou uma reunião para a próxima semana para discutir o assunto.

Asfaltamento
No ano passado, moradores da Vila Trairão procuraram a Rede Amazônica para reclamar que dos 21 quilômetros da vicinal, apenas cinco deles são asfaltados. Em razão disso, Vera Lúcia garantiu que a prefeitura tem projeto de asfaltamento, mas que o município não tem recursos próprios para atender a demanda.

"Já procurei parceria com senadores, deputados federais e com o próprio governo do estado. A governadora disse que está disposta a fazer essa parceria", pontou.

Fonte: G1/RR

Consulte Pedidos que já foram respondidos

Milhares de solicitações e respostas estão disponíveis para pesquisa

Visualizar